jusbrasil.com.br
28 de Março de 2020
    Adicione tópicos

    Próprio ajuda empresária a desenvolver plano de negócio

    Programa do Sebrae orienta negócio de decoração de Goiânia

    Agência Sebrae de Notícias
    há 7 anos

    Goiânia - Há pouco mais de um mês, a empresária Rosemary Silva dos Santos viu seu grande sonho sair do papel e tomar forma em uma loja de decorações. Lançada em dezembro de 2012, a Villa Bueno foi, durante determinado tempo, o projeto de vida da empreendedora, que deu o primeiro passo no mundo dos negócios em alto estilo.

    Aos 34 anos, formada em Design de Interiores, Mary, como gosta de ser chamada, confessa que está satisfeita e disposta, apesar dos obstáculos que aparecem a cada dia. A ideia de montar esse empreendimento não surgiu do dia para a noite. Por muitos anos amadureci e aperfeiçoei meu projeto. Embora não seja fácil começar, estou realizada por trabalhar em minha primeira empresa.

    A empresária, natural de Goiânia, conta que antes de abrir o negócio trabalhava em uma empresa de construção naval, no Rio de Janeiro. Mas, deixou o emprego em 2005 e se mudou com o marido para a França, onde ficou até meados de 2010. Durante os anos que estive na Europa, estudei as tendências, observei as lojas e fiquei ainda mais convencida de que era aquilo que queria para o futuro, diz.

    De volta ao país, Rosemary decidiu que era o momento certo de investir no negócio. No início de 2011, reformou um antigo galpão, que alugou a fim de montar a loja. No entanto, a empreendedora percebeu que faltava um planejamento da empresa. Tinha o espaço, que estava em reforma e ficaria do jeito que eu queria, mas o formato do negócio ainda não estava estabelecido. Precisava de orientação para não correr o risco de dar errado, comenta.

    Segundo Mary, a etapa seguinte foi procurar a ajuda do Sebrae em Goiás. Ela conta que por meio do Próprio - Programa de Orientação ao Candidato a Empresário - conseguiu dar forma ao projeto e perceber possíveis problemas futuros. O curso durou pouco mais de 30 dias. Apesar da carga horária reduzida, aprendi a fazer um plano de negócios, analisar riscos, vantagens e desvantagens, fazer pesquisa de mercado, sondar os concorrentes e outros detalhes que me ajudaram a definir linhas a seguir.

    Em menos de um ano, a Villa Bueno estava finalizada. De acordo com a empresária, o investimento inicial foi de aproximadamente R$ 1,5 milhão. A loja conta hoje com oito funcionários e 700 m². Ela tem de tudo um pouco para decoração de residências e utensílios domésticos, pois também trabalhamos com listas de casamentos, conta. O estabelecimento também possui cozinha funcional, voltada para realização de eventos, como coquetéis e cafés da manhã com clientes; e espaço infantil, para as mães se despreocuparem com as crianças durante as compras.

    Expectativa

    Tudo isso, somado à beleza do local e aos bons preços, fizeram com que as pessoas recebessem bem a ideia, garante. Conforme a empresária, com tantos serviços à disposição dos clientes, a expectativa de faturamento mensal é de, pelo menos, R$ 100 mil. O importante para ter sucesso no negócio é não pensar nas dificuldades como impedimentos, mas como pequenos obstáculos que nos fazem crescer. Aceitar ajuda para amadurecer o projeto e procurar por informações também são ingredientes decisivos para essa empreitada, diz.

    Mary acrescenta que o convívio com pessoas experientes no segmento pode ser outro conselho de grande valia para um empreendedor iniciante. Não pretendo parar onde estou. Tenho planos de crescer e, para isso, quero continuar estudando e fazendo cursos de orientação, como o Programa Próprio.

    Serviço:

    Oficina de Comunicação: (62) 3225-4899

    Agência Sebrae de Notícias: (62) 3250-2268

    Central de Relacionamento Sebrae: 0800 570 0800

    Villa Bueno: (62) 3086-6212

    www.villabueno.com

    Avenida T-9, esquina com a T-2, Setor Bueno, Goiânia (GO)

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)